Bem-vindo ao nosso Suporte

Faça sua pesquisa digitando palavras-chave abaixo ou veja a nossa base de conhecimento.

C60-Geração do Arquivo FCONT

Seguir

Sumário

Sistema: Gerenciador de Aplicativos Prosoft (GAP)

Contexto: Neste artigo contém as instruções para Geração do arquivo magnético FCONT, incluindo as parametrizações.

Informações Adicionais: Não se aplica.

Resolução

Todas as empresas jurídicas sujeitas cumulativamente ao Lucro Real e ao RTT estão obrigadas a entrega do arquivo digital SPED FCONT.
 

FCONT – A partir de 2010

1- Acesse: Contábil > Contabilidade > Guias e Arquivos Magnéticos > SPED > FCONT – A partir de 2010
 

Apresentação da Rotina 

2- Acione a rotina, para que a seguinte tela seja apresentada:

O exercício apresentado na rotina será de acordo com a configuração no F3.  

  • Tipo de Estabelecimento:Indica se a empresa é Matriz ou Única, uma vez que o arquivo não poderá ser gerado por uma empresa Filial. Caso o usuário indique uma empresa filial, a mensagem de alerta será apresentada:

 

  • Declaração Original: Acionar essa opção caso o arquivo da empresa ainda não tenha sido transmitido a RFB, ou seja, ainda não foi gerado nem validado.
     
  • Declaração Retificadora:Acionar essa opção caso necessite retificar as informações de um arquivo já validado e transmitido, acionando essa opção, deve-se informar o número do recibo de autenticação da declaração original. Essa informação é de responsabilidade do usuário e não fica armazenada no sistema Prosoft.
     
  • Indicador de situação especial: Deve-se informar o indicador de situação especial (conforme tabela publicada pelo SPED) ou deixar em branco caso não exista situação no período.
     
  • Data da ocorrência: Será habilitado caso informado alguma situação especial.
     
  • Período: Campo obrigatório, composto por dia/mês. Deve-se informar a data inicial/final das Informações contidas no arquivo.
     
  • Dt. Atualização: Obrigatório. A data de atualização informada deve ser igual à data do campoData Inicial das informações contidas no arquivo, essa data será gravada nos registros tabelas do arquivo texto (Plano de Contas, Centro de Custos etc.)
     
  • Indicador de Inicio de Período: Obrigatório. O sistema traz como padrão 0 – Início no primeiro dia do ano, porém, alem delas existem as opções para 1 - Abertura, 2 - Resultante de Cisão / Fusão ou Remanescente e 3 - Início da obrigatoriedade da Entrega do ECD.
     
  • DRE conforme Balanço Modelo 2:  Esse campo será habilitado para as empresas que utilizam a rotina Relatórios de Balanço Modelo II. Dessa forma, no indicador abaixo, será solicitado o número sequencial do arquivo de fechamento e não a conta de Resultado do arquivo de Demonstrativo de Balanço.
     
  • Indique a conta correspondente ao Resultado Antes do IRPJ e CSLL: Deverá ser informado o número da conta de Resultado na DRE que é apresentada antes da CSLL e IRPJ:

a) DRE Modelo I: emita a DRE modelo I e verifique qual o código da conta de Resultado antes da CSLL e IRPJ

b) DRE Modelo II:emita a DRE e verifique qual o numero sequencial da conta de Resultado antes da CSLL e IRPJ
 

  • Abrir arquivo consolidado matriz/filiais: Habilitará somente para empresa tipo Matriz. Quando marcado, as informações serão geradas no arquivo texto consolidadas com matriz/filiais. Serão consideradas filiais as empresas que estiverem vinculadas no cadastro da matriz, apresentada na Tabela de Filiais e após a execução da rotina de consolidação do movimento.
     
  • Plano ANS – Definir grau sequencial: Marcar a opção quando a empresa utilizar o Plano de Contas ANS. Ao habilitar essa opção, os graus dos classificadores do plano de contas serão gerados de forma correta, eliminando erros na validação.
     

Botões

  • Informar dados do assinante da declaração: Dados do representante legal da empresa e sua qualificação de acordo com a tabela interna que esta de acordo com a Tabela de Qualificações do Sped FCONT; Nome e CPF/CNPJ são obrigatórios, CRC não, pois o representante legal da empresa pode não ser um Contador, por isso o campo não é obrigatório. 

  • Digitar Lançamentos p/ FCONT: Esse botão possui a finalidade de inclusão no arquivo do FCONT dos lançamentos de ajustes da Escrituração (Inserção, Expurgo).
    Ao clicar sobre o ícone, será apresentada mensagem referente á forma dos lançamentos, conforme abaixo:

3- Ao clicar em OK, será apresentada a tela para digitação dos lançamentos de ajustes.

A forma de escrituração dos lançamentos de Ajuste é de responsabilidade do usuário, porém, é importante ressaltar que os lançamentos efetuados nessa rotina não terão NENHUMA INFLUÊNCIA NO MOVIMENTO CONTÁBIL, ou seja, nada será alterado no que já está escriturado e encerrado na contabilidade.

A inclusão inicia-se com a seleção do tipo do lançamento a ser efetuado, conforme lista disponível na rotina.

Para cada lançamento de inserção ou expurgo efetuado, é necessário a digitação do lançamento de encerramento correspondente.


 

  • Verificar Pendências: Este botão tem a finalidade de verificar se existem pendências no Plano Referencial utilizado pela empresa.

Caso seja constatada alguma inconsistência, será apresentado o relatório:

4- A partir do relatório apresentado o usuário poderá verificar as informações no Plano Referencial. Caso não seja encontrada nenhuma inconsistência, apresentará a mensagem:  Sem Pendência.

 

  • Acionar Plano de Contas Referencial:Esse botão tem um link com a rotina do Plano Referencial, dessa forma, não é necessário sair da rotina de geração do FCONT para acessar a rotina do Plano Referencial.
     

 

  • Balancete Referencial:Ao acessar esta opção, será apresentado o relatório com as informações: Cabeçalho, Classificador Referencial, Nomenclatura Referencial, Saldo Final, Indicador do Saldo Final, Detalhamento dos Saldos Contábeis Relacionados, Cód. Acesso, Nome da Conta, Centro de Custo (se houver), Saldo da Conta, Indicador do Saldo da Conta.

 

 

Após definir as informações na rotina, deve-se acionar o botão INICIAR para que o arquivo seja gerado, a mensagem a seguir é apresentada:

5- Para dar continuidade na geração, basta clicar sobre o o botão OK.

O local e nome onde o arquivo gerado é armazenado, são apresentados no rodapé da rotina ao término do processamento.
Nome do arquivo gerado FCONTeeeeaaaa.txt (onde ‘eeee’ refere-se ao código da empresa e ‘aaaa’ refere-se ao ano de movimento)
O arquivo é gravado no caminho: unidade de rede ?:\ProempXX\CTBM9999\FCONT4

Depois de gerado deve-se validar o arquivo no programa validador disponibilizado no site da Receita Federal. O usuário deverá estar atento às versões disponíveis e validar sempre na última versão disponibilizada.

Caso sejam encontradas inconsistências na validação do arquivo, o usuário deverá realizar os ajustes e posteriormente a geração do arquivo para a nova validação.

Após realizar os procedimentos, o arquivo deverá ser validado no Programa Oficial da RFB.

 

Esse artigo foi útil?
Usuários que acharam isso útil: 0 de 0

Comentários